• Knick | A Empresa

Segurança Funcional

6.1 Segurança Funcional (SIL)

6.1.1 Segurança Funcional

Defeitos e problemas em instalações de processo e máquinas podem pôr em risco os trabalhadores, o ambiente e os materiais. Os efeitos de danos e as probabilidades de ocorrência determinam as medidas necessárias para minimizar os riscos mediante prevenção, detecção e controle de falhas. A norma de segurança internacional IEC/EN 61508 define os requisitos para sistemas industriais relacionados com segurança. Tais sistemas examinados nessa norma são baseados em tecnologia eletroeletrônica e eletrônica programável. O termo “segurança funcional” abrange toda a segurança da fábrica, que depende do bom funcionamento dos sistemas relacionados com a segurança.

6.1.2 Nível de Integridade de Segurança (SIL)

A norma IEC/EN 61508 examina os riscos envolvidos para determinar os requisitos de integridade de segurança. Cada função de segurança tem um nível de integridade de segurança, que especifica a redução de risco necessária para cada determinado evento perigoso. O risco residual restante é determinado calculando-se a probabilidade de falha de todos os componentes envolvidos no circuito de segurança e suas interconexões. Há 4 diferentes níveis de segurança: de SIL 1, para risco baixo, até SIL 4, para risco muito alto. Distinguem-se duas categorias SIL de acordo com o tipo de aplicação:

– Para funções de segurança ativadas quando necessário (por comando), a probabilidade de falha na execução da função por comando é especificada (Modo Baixa Demanda).

– Para funções de segurança constantemente ativas, a probabilidade de falha perigosa é especificada para um dado período de tempo (por hora) (Modo Alta Demanda).

6.1.3 Certificação de Instrumento

A norma IEC/EN 61508 trata dos sistemas relacionados com a segurança em todo o ciclo de vida da segurança, ou seja, desde a concepção até a paralisação ou desinstalação. No desenvolvimento do produto, dá-se especial importância à verificação. Numa série de análises e testes é preciso provar que um instrumento preenche os requisitos de integridade de segurança para uma certa cadeia de segurança. Os resultados formam a base para a certificação por um órgão independente. Os transmissores PolyTrans® P 32000, ThermoTrans® P 32100, SensoTrans® DMS P 32200 ou SensoTrans® P 32300 receberam certificação SIL 2 do TÜV Rheinland. Com configuração redundante, podem obter SIL 3.

6.2 Resistência a Surtos de Tensão

Nas fábricas, os picos de tensão transitórios (transientes) com velocidade de subida de uns 1000 V/μs ocorrem especialmente por causa de chaveamentos. Esse tipo de sobretensão causa danos ou destruição de componentes eletrônicos sensíveis. Os amplificadores isoladores Knick recentemente desenvolvidos são à prova de surtos conforme a norma IEC 255-4. Tanto os circuitos individuais (entrada, saída, alimentação) como a isolação entre os circuitos têm proteção que previne a destruição por sobretensões temporárias. O teste é feito com pulsos positivos e negativos de 5 kV com duração de 1,2 ou 50 μs.

6.3 Compatibilidade Eletromagnética (EMC)

O termo “compatibilidade eletromagnética” refere-se à capacidade dos equipamentos eletroeletrônicos de funcionarem satisfatoriamente em seu ambiente eletromagnético sem introduzir distúrbios eletromagnéticos intoleráveis a outros equipamentos no ambiente. O uso cada vez maior de todos os tipos de instrumentos que possam emitir interferências, o emprego cada vez maior de microeletrônica moderna em todos os campos da indústria e a interação da eletrônica de potência com a microeletrônica exigem medidas de proteção contra influências mútuas. A interferência eletromagnética pode causar problemas de funcionamento e até mesmo total paralisação nos instrumentos eletrônicos desprotegidos. A exigência do consumo cada vez mais baixo de energia dos componentes microeletrônicos e simultaneamente as velocidades de processamento cada vez maiores levam a uma maior sensibilidade a interferências eletromagnéticas.

Dentro da União Europeia, os valores limites a serem observados com relação à EMC (além de outros requisitos) são regulados por leis e normas harmonizadas. A Diretiva de Baixa Tensão e as normas EMC são relevantes para os amplificadores isoladores. A certificação CE confirma que os produtos Knick atendem as respectivas diretivas.

Entre em contato conosco
Telefone: +49 30 80191-0
Fax: +49 30 80191-200
Vendas
Utilizamos identificadores de dispositivo para personalizar conteúdos, e anúncios para fornecer recursos de mídia social e para analisar nosso tráfego. Ao utilizar este site, você concorda com a nossa utilização de cookies.